2015

Ano chegando ao fim. 

Eu realmente não estou num estado de espírito que  me permita acreditar que tudo será diferente a partir do dia 1o. Não para melhor, pelo menos. O meu último 1o de janeiro foi meio tumultuado.
Claro que isso também tem a ver com o resto deste ano que está no finalzinho. Mas, para ser bem sincero, eu ainda não sei o que concluir de 2015. Tipo, eu tenho uma sensação de que as (muitas) coisas que (não) aconteceram neste ano ainda vão precisar de muito processamento, por assim dizer, da minha parte. 

Muita coisa para decodificar, muita coisa para, quem sabe, finalmente aprender.
Mas tem uma coisa que eu sei: eu sou humano. Eu também acabo seguindo os rituais, tendo esperança, fazendo resoluções...
Hoje cedo, mesmo, me deu os famosos "5 minutos": comecei a resolver coisas, limpar coisas, jogar coisas fora, para não deixar nada para o ano que vem! Tipo, limpar, mesmo, sabem? Acabou sobrando roupa no cesto (o varal está cheio), tem uma ou outra coisinha que ficou... Mas ninguém vai morrer por causa disso. 
No mais, vou fazer o meu melhor para amanhecer bem na sexta! Ou, pelo menos, com o ânimo melhor.
Quanto às resoluções de ano novo, eu acabei fazendo uma (ou duas):




Bom 2016 a todos! Que tudo de bom dê certo!
Especialmente a parte de respirar com paciência...

Comentários

Postagens mais visitadas