Saudade e ansiedade

Oi, gente.

Hoje, eu passei em Santo André (SP), e vi um outdoor que quase me arrancou umas lágrimas. Nele, o cursinho em que estudei entre 1993 e 94 anunciava uma palestra com a participação de um professor meu da época e um outro professor que era apenas um plantonista, então!

Eu até lembrei de umas piadinhas que aconteceram uma vez que esse plantonista deu uma aula pra gente, substituindo justamente o outro professor, que não pode vir...

Por que as lágrimas? Bom, novamente, é aquela coisa que eu tenho de não me dar bem com o tempo, blá-blá-blá! Mas, tipo...

Como direi?

Bem, vamos resumir assim: em breve, vocês saberão de onde estou escrevendo este post!

Mudando de assunto...

Uma coisa que tenho ouvido MUITO nesta semana que está quase no final é que a melhor coisa é ficar sozinho, mesmo, não ter ninguém! Aliás, tem até a clássica frase, "antes só do que mal acompanhado".

Mas poucas vezes a solidão me doeu tanto quanto nestes dias! Sério, parece que falta um pedaço de mim MESMO! E aí, eu fico naquelas: vejo casais de namorados felizes, e vejo casados reclamando, e fico pensando, pensando...

É tão ruim assim ter alguém? É tão ruim assim ter que dividir a vida com outra pessoa?

É pior do que olhar pro lado e não ver ninguém?

Fui.

Comentários

Postagens mais visitadas