Escolhas e destinos

Oi, gente.

Escolhas

Sabem, ter escolhas, possibilidades de escolha é bom! Tipo, já pensaram se a gente entrasse no restaurante e só tivesse rúcula (blaaaargh!)?

Pois é! Mas, aí, entra a frase de uma amiga:

- Não há escolha sem exclusão.

É claro que não é pra levar isso tão a ferro-e-fogo! Tipo, pra quem tem "bala na agulha", dá pra ter um IBM PC e um IBM MacIntosh - e, com bastante paciência, até fazê-los "conversar"!

Mas, em outros aspectos, isso se aplica! Em aspectos bem importantes de nossas vidas! E vocês sabem exatamente do que eu estou falando!

- Não há escolha sem exclusão.

É, eu sei! Mas, aí, a gente fica pensando nos prós e contras de uma decisão, fica pensando no que vai perder se escolher uma opção, se escolher outra, e fica querendo escolher todas, mas não pode, não pode...

- Não há escolha sem exclusão.

E a gente fica amaldiçoando essa coisa de ter que escolher!

É, é bom ter escolhas! A merda é ter que escolher!

Sem saber aonde ir

Aconteceu hoje, quando saí do trampo.

Eu não queria pegar o ônibus, não queria ficar onde eu estava, não queria ir pra casa,... Estava totalmente sem rumo!

Comecei a andar, mas se entrava numa rua ou em outra, se passava pela praça ou dava a volta,...

A parte boa é que eu passei por uns lugares novos. Mas isso tudo só reflete meu estado mental...

Ira! - Sem Saber Para Onde Ir

Como posso andar no escuro,
Se não sei para onde vou?
Sem a luz que iluminava o meu caminho
Como posso estar na vida,
Se não sei pra que estou?
Não vou suportar a dor (x2)

Eu não vou continuar aqui sozinho
Esperando você vir
Tenho que continuar
A minha estrada prosseguir
Sem saber aonde ir
Sem saber, sem saber
Sem saber aonde ir

Sem saber aonde ir
Sem saber aonde ir
Sem saber aonde ir
Sem saber


Fui (só não sei pra onde)!

Comentários

Postagens mais visitadas